Uma grande e irresistível aventura

Review de Whirlo1993
9/10 | por KlaSH KlaSH em 17/09/2014 às 11:36 | lido 601 vezes




Atenção, caçadores de grandes clássicos: contemplem Whirlo, um clássico do gênero plataforma do Super Nintendo que só saiu na Europa e Japão. Olhando pras ilustrações do cartucho e do manual de instruções, você pensa até que é um joguinho meio bobo e para crianças. Mas quando você começa a jogar e percebe que seu personagem morre com apenas 1 hit na menor falta de precisão, sua percepção muda rapidamente e a dura realidade toma conta.

Whirlo 1 Whirlo 2

Além da dificuldade brutal, Whirlo trouxe uma mecânica de pulos bastante original para os games da época, que permitia realizar diferentes tipos de saltos dependendo da situação. Um clássico que se tornou extremamente raro e valioso no mundo dos colecionadores, o cartucho é praticamente impossível de se encontrar hoje em dia!

Whirlo ou Sandora's Adventure?

O jogo, chamado de Sandora's (Xandra) Great Adventure no Japão (Xandra no Daibouken: Valkyrie to no Deai), coloca você na pele de um estranho personagem verde que carrega um forcado (pitchfork), mas pode chamar de tridente se quiser. Whirlo na verdade é um spin-off da série Legend of Valkyrie da Namco e está diretamente ligado ao jogo de NES Valkyrie no Bouken: Toki no Kagi Densetsu, que contava com Xandra / Whirlo como companheiro de Valkyrie.

A história é até bem pesada para um jogo desse tipo. Há bastante interação entre os personagens e a história em geral é bem desenvolvida. Basicamente, um demônio chamado Zouna sai de sua prisão depois de uma explosão e as cinzas radioativas envenenam a terra de Sandora. O filho de Sandora pega uma doença (a praga) e para resgatá-lo, ele deve partir em uma viagem para encontrar uma cura mágica. Para obter a cura mágica são necessários 7 fragmentos místicos. Embora o jogo não diga do que esses fragmentos são feitos, eles se parecem com orbs.

Conforme você progride, vai encontrar muitos personagens que têm seus próprios problemas e preocupações e muitas vezes o jogo vai te pedir para fazer uma escolha. Ajude ou não, se importe ou não se importe, etc. Eu sempre escolhi a "boa" escolha, então até hoje não sei o que acontece se você tenta as outras alternativas.

Os gráficos são excelentes. São bem polidos e há diferentes áreas com designs originais e animação suave. Mas se encante apenas com a aparência: a música é absolutamente fantástica. É uma festa para os ouvidos, digna dos melhores RPGs de SNES. A Namco realmente acertou em cheio com a trilha sonora de Whirlo. Assim que você entrar no segundo nível, a floresta, vai saber o que queremos dizer. E confiem em mim, quando um jogo é tão difícil como Whirlo, ele precisa de uma boa música, já que você vai repetir as fases over and over and over...

Whirlo 3 Whirlo 4

Bom, e aí chegamos ao que interessa. O jogo é realmente difícil. Para quem gosta de desafios, como eu, isso é muito bom. Mas, talvez tenha sido sua dificuldade que o tornou meio obscuro, porque o jogo é fantástico em todos os aspectos. É um game de plataforma com os melhores elementos do gênero, sem ser apelão como alguns jogos ruins de plataforma - se você jogou bastante NES sabe do que estou dizendo. Este não é o caso aqui. Não me lembro de uma única vez no jogo onde houvesse um monte de inimigos na tela ao mesmo tempo. Na verdade, há poucos inimigos e isso é uma coisa boa, porque um pequeno toque de qualquer inimigo do jogo te mata. Não tem barra de energia, não tem cogumelos, nem corações ou armaduras. O que tem são pulos que exigem habilidade de mestre e vão te ferrar constantemente.

A mecânica do pulo neste jogo é sensacional. No começo eu não gostei, achei bastante confuso. Mas depois que você se acostuma, percebe quanto tempo Namco dedicou ao game. Primeiro, B e A são ambos usados ​​para pular. B é o pulo normal, padrão no jogo. Aperte pouco para um pequeno salto, aperte mais para um salto maior.

Whirlo 5 Whirlo 6

Agora, vamos ao botão A, que também é usado para dar os mesmos pulos, mas que permite que você faça duas coisas diferentes: Se você você segurar o botão A, Sandora vai agachar-se e começar a carregar. Solte para dar um pulo alto. Se você fizer isso a partir de uma posição estacionária, você não vai saltar alto. Mas se você estiver correndo quando segurar o botão A, você será capaz de saltar muito mais alto, com diferentes alturas de salto para diferentes tempos de corrida.

Não importa por quanto tempo você pressiona A, o que importa é o timing da sua corrida. Carregue por muito tempo, porém, e o pobre Sandora entrará em colapso de exaustão por alguns segundos. Agora, enquanto você está correndo, se você bata levemente A, você vai dar um salto longo. É basicamente um salto em distância, sem altura, muitas vezes necessário durante todo o jogo. Essa é a mecânica de pulo, e sim, leva algum tempo para se acostumar, mas quando se pega o jeito e domina a prática, o jogo ganha uma fluidez absurda, necessária nos difíceis desafios que irão se apresentar no decorrer do jogo.

O botão Y é usado para atacar com seu forcado (o tal tridente). Se você estiver no chão, Sandora desfere um golpe reto. Se você estiver no ar, ele gira e se você colocar pra baixo durante o pulo, ele desce atacando. X, por outro lado, é mais um tipo de pulo. Se você pressionar X enquanto estiver correndo, Sandora vai saltar alto e começar a girar um de seus braços em um movimento circular, enquanto lentamente flutuando para trás. Solte e ele dará um giro rápido para a frente, o ataque mais poderoso do jogo e que tem um monte de usos, como quebrar paredes ou cobrir uma distância longa.

Whirlo 7 Whirlo 8

A física é um espetáculo à parte, mas pode ser um pé no saco até você pegar o jeito. É outra coisa que requer tempo para se acostumar em conjunto com a mecânica de salto. Se cair de muito alto, você vai se espatifar no chão e ficar indefeso por alguns segundos e algum inimigo pode encostar em você no processo. Se cair de uma altura um pouco menor, Sandora vai dobrar os joelhos e ficar tonto por um segundo apenas. Golpes com o forcado direto no chão, sem atingir inimigos? Você vai ficar puxando o forcado do chão nos próximos segundos e também poderá ser atingido enquanto isso. Errou o seu ataque giratório com o X? Você vai ficar rolando por toda parte e ainda vai ficar tonto por alguns segundos.

Além disso, quando você está correndo não dá para virar instantaneamente para o outro lado: Sandora tem que desacelerar, parar e em seguida virar. É bem complexo se comparado a muitos outros jogos de plataforma! Mas, mesmo com todas essas mecânicas diferentes, a jogabilidade é incrível. O jogo não esquece de nada e sempre te força a ser preciso e usar todas as habilidades de Whirlo.

O jogo também é bastante longo. São muitos níveis em uma longa viagem. Caso você morra, pode voltar ao início da fase onde você morreu, mas quando dá game over você é obrigado a voltar à fase da última password que o jogo te deu. Mas o sistema de passwords é bom, caso você queira dar uma parada basta anotar as passwords e retomar da fase onde parou.

Veredito

Se eu tivesse que apontar um problema, é que cada vez que dá game over você tem que ler uma seqüência de "final ruim", que leva uns 10 segundos e acaba ficando irritante depois de algumas vezes, já que no início você morre bastante. Mas fora isso, Whirlo é um game original, com uma jogabilidade perfeita e divertida. Embora seja difícil, a dificuldade é mais um desafio do que uma apelação. Ou seja, zerar o jogo traz muito mais satisfação.

Whirlo 9 Whirlo 10

Outra coisa: como mencionado antes, Whirlo está relacionado com Valkyrie no Bouken: Toki no Kagi Densetsu, lançado pela Namco apenas no Japão em 1986, para NES (e que tem jogabilidade parecida com The Legend of Zelda). Eu não tenho certeza se Whirlo é um sequel ou um prequel, mas você não vai fazer a conexão no final se não tiver jogado o game japonês. Na verdade isso não importa, mas o final pode parecer estranho e aleatório se você não souber um pouco do jogo de NES.

Se você curte de jogos de plataforma e quer experimentar um jogo que vai desafiar você não com apelação, mas colocando suas habilidades à prova, então não perca Whirlo. É grande, é um desafio dos infernos, tem gráficos excelentes, linda trilha sonora, é sensacional e divertido. Dê um jeito de jogar esta pérola!


Comente pelo site...

Aguarde 20 segundos para poder publicar novamente.

Efetue o login para publicar um comentário.

cancelar ver prévia

...ou pelo Facebook

comentários

Whirlo
Whirlo1993
SNES
Ação Aventura Plataforma
Desenvolvido por: Namco
Publicado por: Namco

+ ReviewsWhirlo (SNES)

Não há outros reviews para este game.


 Home | Blog | Classificados | Reviews | Game Log | Contato | RSS | Sobre | Política de Privacidade | Termos de Uso
GAMEINFO v.3.0 © 2005-2017 - Todos os direitos reservados. Todas as marcas, logotipos, games e nomes comerciais pertencem aos seus respectivos proprietários.