Fatal Frame

Review de Fatal Frame2002
8/10 | por victao18 victao18 em 20/10/2010 às 17:26 | lido 2551 vezes




Eu me pergunto quanto tempo faz desde que meu irmão e eu começamos a ver coisas que outras pessoas não podem ver." Miku Hinasak Fatal frame By: Victao18@hotmail.com Sobre o jogo: A grande inovação deste jogo é que, ao invés de enfrentar zumbis, criaturas deformadas ou animais superdesenvolvidos, como em Resident Evil e Silent Hill, você deve enfrentar fantasmas, seu subconsciente e coisas que você não pode ver. Ao invés de portar de poderosas armas para acabar com o inimigo, tudo o que você possui é uma antiga câmera que, por algum motivo, possui habilidades especiais. O jogo foi feito pela Tecmo e lançado para X-BOX e Playstation 2. Baseado em fatos reais? Na tela título do jogo, você notará o subtítulo "Based on a true history". Apesar de não haver esse subtítulo na versão japonesa do jogo, rumores dizem que a Mansão Himuro, local onde acontece o jogo, realmente existiu. Segundo estes rumores, a família Himuro que morava nessa mansão passava de geração em geração a tradição de realizar o “Ritual do Estrangulamento” para impedir que o karma maligno da Terra viesse ao nosso mundo através de um portal localizado num pátio da Mansão Himuro. Uma garota é escolhida durante o nascimento para ser a “Donzela do Santuário da Corda”, uma espécie de cordeiro do sacrifício. Ela é isolada do mundo externo, para não ter nenhum tipo de ligação com a Terra, o que poderia arruinar o ritual. De acordo com os registros do último ritual realizado, vários dias antes do ritual ser realizado, a donzela viu pela janela um jovem rapaz, apaixonando-se por ele instantaneamente e esse recém descoberto laço com a Terra “corrompeu” seu sangue e seu espírito. O ritual então foi um fracasso, e ao saber de sua falha, o chefe da família Himuro perdeu a sanidade, matando a todos os membros da família e qualquer alma afortunada que estivesse na mansão naquele momento. Depois ele se jogou sobre sua própria katana, cometendo suicídio. Acredita-se que boa parte dessa história seja verdade, incluindo o ritual em si e os horríveis assassinatos. A mansão verdadeira agora se encontra abandonada dentro de uma floresta, a kilômetros fora de Tóquio. Pesquisadores reais encontraram uma estranha e ensangüentada estátua de Buda, e outras bonecas usadas para passar de quarto em quarto no jogo; cabeças arrancadas, cordas e outros amuletos estranhos foram descobertos pela mansão, junto com diversos e bizarros santuários budistas ensangüentados. Outro dispositivo usado para progredir pelo jogo é tirar fotos de talvez uma parede o um jardim, no qual não acontece absolutamente nada. Isso relaciona com uma superstição de capturar almas numa foto e também outra parte do passado dos Himuro – o de que fotografias reais teriam sido tiradas de objetos não identificados e lugares da casa onde revelam uma fantasmagórica imagem de uma garota de branco, que acreditam ser a “Donzela do Santuário da Corda” que falhou em sua tarefa décadas antes. Sinopse: Numa sombria noite de Setembro de 1986, uma jovem colegial chamada Miku Hinasaki chegou à Mansão Himuro para procurar pelo seu desaparecido irmão, Mafuyu Hinasaki, que foi sozinho para a mansão duas semanas antes. Mafuyu foi a mansão para encontrar seu mentor, um novelista de mistérios chamado Junsei Takamine, que havia ido para lá anteriormente para fazer uma pesquisa para seu novo livro junto com seu editor, Koji Ogata, e uma amiga sensitiva, Tomoe Hirasaka. De posse de apenas uma lanterna, Miku entra na Mansão Himuro, que possui uma longa história de derramamento de sangue, maldições e horríveis rituais. Depois ela encontra a misteriosa câmera que Mafuyu levava consigo, que lhes foi dada de herança pela sua falecida mãe, que pode exorcizar fantasmas quando suas fotos são tiradas. Durante sua estadia na mansão, ela vê várias aparições de seu irmão desaparecido, Mafuyu, uma jovem garotinha e um espírito maligno de uma mulher, Kirie, que em várias ocasiões tenta matar Miku. Perfil dos Personagens: Nome: Miku Hinasaki Idade: 17 no FF1, 19 no FF3 Família: Masato Hinasaki (pai), Miyuki Hinasaki (mãe) e Mafuyu (irmão). Ocupação: Estudante/Assistente de Fotógrafo Animal de estimação: Ruri (FF3) Miku Hinasaki é a filha mais nova do casal de filhos de Masato e Miyuki Hinasaki. Ela usa um pente em seu cabelo que pertenceu a sua avó Mikoto. Miku está acostumada a tragédias, já que seu pai desapareceu misteriosamente em um trabalho, e foi ela quem encontrou o corpo de sua mãe caído atrás do jardim. Depois da morte da mãe, o irmão mais velho de Miku, Mafuyu, passou a cuidar dela. Miku tem uma espécie de dom único como um sexto sentido, então ela pode ver coisas que outras pessoas normalmente não veriam. Porém, esse “dom” a torna bastante tímida, e ela descobre que a única pessoa a quem ela pode realmente se abrir é seu irmão. Em um destinado dia (24 de Setembro de 1986), Mafuyu parte em busca de seu mentor, Junsei Takamine, que desapareceu durante um trabalho recente envolvendo um novo livro que ele planejava escrever. Depois de 9 dias (ou 2 semanas, há algumas diferenças entre as versões americana e japonesa), Miku vai atrás de seu irmão, na Mansão Himuro. Nome: Mafuyu Hinasaki Idade: 21 Família: Masato Hinasaki (pai), Miyuki Hinasaki (mãe), e Miku (irmã). Ocupação: Jornalista/Aspirante a Novelista Mafuyu Hinasaki é o mais velho do casal de filhos de Masato e Miyuki Hinasaki. Depois do desaparecimento (morte presumida) de seu pai e do suicídio de sua mãe, ele passa a criar a sua irmã mais nova, Miku. Assim como Miku, Mafuyu possui um sexto sentido e é capaz de ver coisas que pessoas normais não poderiam. Como sua irmã, ele não falava de sua habilidade única para amigos ou colegas de trabalho. Em 20 de Agosto, Junsei Takamine, seu editor Koji Ogata, e a assistente psíquica de Junsei, Tomoe Hirasaka, viajaram para a Mansão Himuro para pesquisar a mais recente novela de Takamine. Depois que um mês se passou sem darem notícias, Mafuyu parte em busca de Takamine e os outros. Consigo, ele leva a câmera de sua mãe. Nome: Kirie Himuro Idade: 17? Família: Senhor Himuro (relação desconhecida), Cegados (relação desconhecida), e o amor de Kirie (nome desconhecido) Ocupação: Donzela do Santuário da Corda Kirie é a “vil㔠principal de Fatal Frame I. Ela é a última donzela do santuário da corda do Ritual do Estrangulamento da Mansão Himuro antes da Calamidade acontecer e o Malice ser libertado. Minha Opinião: Fratal Frame é, na minha opinião, a melhor franquia de jogos de terror que já joguei. Como os japoneses bem gostam de fazer, o jogo mexe com o seu subconsciente. Aumentar o volume, jogar em ambiente escuro e ler todas as falas e tudo o que se acha no jogo fazerm com que você seja tragado pelo jogo, aumentando o nível de realismo. Se você acha que Resident Evil e Silent Hill são assustadores, você ainda não viu NADA

Comente pelo site...

Aguarde 20 segundos para poder publicar novamente.

Efetue o login para publicar um comentário.

cancelar ver prévia

...ou pelo Facebook

comentários

Fatal Frame
Fatal Frame2002
PS2
Adventure / Point 'N Click Survivor Horror
Desenvolvido por: Tecmo Inc.
Publicado por: Tecmo Inc.

+ ReviewsFatal Frame (PS2)

Não há outros reviews para este game.


 Home | Blog | Classificados | Reviews | Game Log | Contato | RSS | Sobre | Política de Privacidade | Termos de Uso
GAMEINFO v.3.0 © 2005-2017 - Todos os direitos reservados. Todas as marcas, logotipos, games e nomes comerciais pertencem aos seus respectivos proprietários.