Um dos melhores jogos de luta da história

Review de Street Fighter III: Third Strike1999
10/10 | por andsu andsu em 01/09/2008 às 12:08 | lido 2279 vezes




Street Fighter, quem nunca jogou pelo menos um jogo da série? Street Fighter I: Fez pouco sucesso porque tinha um controle horrível e na época o que prevaleciam eram jogos de "navinha" (shooters) e os de "briga de rua" (beat up map). Ryu venceu o 1º torneio. Street Fighter II: Teve cinco jogos oficiais, e vários piratas, conhecidos como "street de rodoviaria”. Ninguem sabe quem venceu esse torneio, porem, Guile e Chun-li são os mais prováveis. Street Fighter III: Produzido na placa CPS-3, teve três versões, a primeira - New Generation, lançada em 1997 para arcades e dreamcast, a segunda - Second Impact, tambem lançada em 1997 para arcades e dreamcast, e a última - Third Strike, lançada em 1999 para arcades, dreamcast e posteriormente para ps2 e xbox.Fez pouco sucesso, MUITO pouco se comparar com a série II, mas, no fim da decada de 90 as casas de fliperamas ja estavam em decadência, sua placa era muito cara, jogos 3D estavam sugindo e atraindo as atenções e o dreamcast era o único videogame da época capaz de rodá-lo... uma pena. O torneio 'Street Fighter III' acontece no Second Impact e teve como vencedor o americano Alex. *Nas séries alpha/zero, EX, IV e nos crossovers não ocorre um torneio, são histórias paralelas. A série III apresenta a melhor animação 2D ja feita para um jogo de luta, superior mesmo a jogos que vieram depois dele. Jogabilidade: Third Strike tras muitas melhorias das versões anteriores e implementa elementos de outros jogos de luta. Golpes EX: golpes aplicados normalmente só que pressionando dois botões de ataque juntos (dois socos ou dois chutes), deixando o golpe mais forte ou fazendo-o ter um efeito diferente ("roubado" de darkstalkers, da propria capcom). Overheads: Apertando soco médio+chute médio, todos os personagens têm, é um golpe que atinge de cima para baixo, ou seja, atinge defesas em baixo. Agarrões com comando próprio: soco fraco+ chute fraco, usado anteriormente no alpha3, só que com comando diferente. Parry: é uma defesa que proporciona tempo para um contra-ataque, falando assim não parece nada de mais, porém isso é o grande trunfo que tornou a série III tão técnica, competitiva e "justa". Para se fazer um parry tem-se que apertar para frente (para baixo, se o golpe for rasteiro)no exato momento em que for receber um golpe, ou seja, defender botando pra frente.Isso faz com que o objeto parriado (pode ser o oponente ou a "magia" dele)fique paralizado por um certo número de frames, normalmente o suficiente para um contra-ataque. Mas não é por isso que o jogo se resume a esperar o outro atacar, jogadores experientes variam os ataques para que o adversário nunca sabia o que ele vai fazer, seja um golpe em baixo, um overhead ou um agarrão. Outros efeitos: dash, cancels, supercancels e kara throws. O jogo tras 19 personagens selecionáveis, mais o chefe Gill, que é abilitado quando se fecha o jogo com todos os personagens. Cada personagem só pode usar um Super Art (os "especiais") por batalha. Street Fighter III: Third Strike é um dos melhores jogos de luta ja feitos, com certeza está num top 3 dos mais técnicos e apesar de alguns personagens serem superiores (Urien, yun, ken, makoto e chun-li), nenhuma luta é vitória garantida, basta treinar, que mesmo os low-tier's tem chance, um parry pode mudar uma luta. =)

Comente pelo site...

Aguarde 20 segundos para poder publicar novamente.

Efetue o login para publicar um comentário.

cancelar ver prévia

...ou pelo Facebook

comentários

Street Fighter III: Third Strike
Street Fighter III: Third Strike1999
DC
Luta
Desenvolvido por: Capcom
Publicado por: Capcom

+ ReviewsStreet Fighter III: Third Strike (DC)

Não há outros reviews para este game.


 Home | Blog | Classificados | Reviews | Game Log | Contato | RSS | Sobre | Política de Privacidade | Termos de Uso
GAMEINFO v.3.0 © 2005-2017 - Todos os direitos reservados. Todas as marcas, logotipos, games e nomes comerciais pertencem aos seus respectivos proprietários.