A estréia de Ninja Gaiden no NES!

Review de Ninja Gaiden1989
9/10 | por andrebreder andrebreder em 11/11/2007 às 16:18 | lido 3795 vezes




O início de uma saga no NES!

O primeiro jogo da trilogia Ninja Gaiden nos consoles de 8 Bits da Nintendo foi lançado em 1988 no Japão e em 1989 nos Estados Unidos. Apesar da série Ninja Gaiden ter se tornado famosa entre os game maníacos do Brasil somente a partir do segundo episódio, boa parte disso graças a divulgação deste jogo nas páginas da antiga e extinta revista Videogame, muitos destes jogadores procuraram depois pelo primeiro jogo da série Ninja Gaiden para saber como tudo começou.

A História do jogo:

Ninja Gaiden conta a história de Ryu Hayabusa, o último descendente de um clã de ninjas, possuidores da Espada do Dragão. Ryu encontra uma carta de seu pai, Ken Hayabusa, no quarto dele. Ken foi morto num duelo dias antes. Na carta ele explica que, se não retornasse vivo, que Ryu fosse para os Estados Unidos procurar Walter Smith, um arqueologista que guarda uma estranha estátua. Esse artefato foi descoberto por Walter e Ken em uma expedição na Amazônia, e cabe a Ryu descobrir a origem e a história por trás dessa estátua.

Algo que ficou marcante nos jogos da série Ninja Gaiden são os efeitos de câmera cinemáticos durante a transcrição das fases. Uma técnica pioneira que tornou a série única no NES!

A principal arma de Ryu é sua Espada do Dragão, mas ele também pode usar diversas armas secundárias, como estrelas-ninja diversas, o poder de soltar bolas de fogo, entre outras coisas.

Gráficos

Os gráficos são simples mas com cenários bem construídos e cheios de detalhes. E falando em cenários, eles são bem variados! A animação do personagem principal está bem legal, assim como dos inimigos do herói ninja. As cenas cinemáticas são um show a parte e ajudam o jogador a não perder nenhum detalhe da história, além de passar mais emoção para a mesma!

Efeitos e Trilha Sonara

Os efeitos sonoros são como os gráficos principais do jogo, bem simples, mas cumprem bem o seu papel. Poderiam até ser melhores mas isso é algo que não prejudica em nada na diversão que Ninja Gaiden proporciona.

As músicas são excelentes! Trilha sonora grudenta e que passa para o jogador todos os diversos climas da aventura com maestria!

Jogabilidade

Os controles funcionam bem. Todos os ataques saem sem atrasos e bem rápidos. Isso é necessário pois o ritmo de Ninja Gaiden é realmente alucinante!

Dificuldade

Difícil? realmente muito difícil! Ninja Gaiden é daqueles jogos “casca grossa” do NES, proporcionando um desafio bem alto para os jogadores. Nem pense em voltar para trás com seu Ninja, siga sempre em frente e detonando tudo o que encontrar pela frente, caso contrário inimigos já vencidos voltarão do nada para transformar sua vida em um inferno! Basta voltar alguns centímetros para aquele inimigo chato que você matou aparecer de novo pulando em cima de você! Os estágios são cheios de abismos, o que só dificulta ainda mais a vida do jogador. Se você já chegou no final de Ninja Gaiden pode se considerar um verdadeiro Mestre Ninja!

Conclusão

Ninja Gaiden foi o início de uma das séries de maior sucesso no NES! Um jogo bem construído, com alta dosagem de diversão e um desafio de fazer os jogadores mais “patos” fugirem correndo para os colos de suas “mamães”! Um clássico eterno na era 8 Bits! Quem dera que os jogos atuais fossem tão divertidos e desafiantes como o bom e velho Ninja Gaiden!

Análise escrita por: André Breder Rodrigues


Comente pelo site...

Aguarde 20 segundos para poder publicar novamente.

Efetue o login para publicar um comentário.

cancelar ver prévia

...ou pelo Facebook

comentários

Ninja Gaiden
Ninja Gaiden1989
NES
Ação Plataforma
Desenvolvido por: Tecmo Inc.
Publicado por: Tecmo Inc.

+ ReviewsNinja Gaiden (NES)

ResLopes
O início da saga de Ryu Hayabusa
por ResLopes | Nota: /10 | 3 anos atrás


 Home | Blog | Classificados | Reviews | Game Log | Contato | RSS | Sobre | Política de Privacidade | Termos de Uso
GAMEINFO v.3.0 © 2005-2017 - Todos os direitos reservados. Todas as marcas, logotipos, games e nomes comerciais pertencem aos seus respectivos proprietários.