Vergonhoso

Review de Stronghold Legends2006
10/10 | por SirDaniel SirDaniel em 02/11/2007 às 12:07 | lido 1822 vezes




Introdução:

Stronghold ficou conhecido como um dos melhores games de estratégia (RTS) e simulação/construção de castelos na era medieval, lançado em 2001. O game original e sua expansão Stronghold: Crusader fizeram tanto sucesso que tornaram-se referência para outros títulos que viriam a surgir posteriormente. Porém, o estúdio Firefly decepcionou bastante os fãs em Stronghold 2, que saiu em 2005, e tentou dar a volta por cima recentemente com o quarto game, Stronghold Legends.

Stronghold Legends foge completamente do contexto histórico, partindo para o conceito de fantasia e ficção, fruto dos livros de Dungeons & Dragons. Humanos agora dividem o mesmo campo de batalha com outras raças como dragões, anões, gigantes e lobisomens. Desta forma, Legends deixou de seguir a história dos games anteriores e, naturalmente, perdeu uma de suas maiores qualidades. Para piorar, o jogo foi produzido em cima da engine defasada de Stronghold 2, herdando inúmeros problemas técnicos

Jogabilidade:

A jogabilidade continua a mesma dos games anteriores, mas com algumas falhas imperdoáveis como na detecção de colisão, por exemplo. Você escolhe entre três campanhas single-player abrindo a aventura jogando como Rei Arthur, na defesa de sua nação contra os saxões. Depois, você joga com outros personagens como o Conde Drácula e Siegfried, um caçador de dragões. As histórias podem até parecer interessantes a primeira vista, mas na prática não são. Não há nada que realmente prenda a atenção do jogador durante as campanhas. Tudo que você tem a fazer é construir seu império e recolher recursos que vão além de comida, madeira e pedra. Porém, o nível de administração de recursos é tão simplificado que não há necessidade de se preocupar muito com isso. O foco das missões está centrado na construção de seu poder bélico e nas batalhas contra os inimigos.

Quanto à modelagem das unidades, todos os soldados das três facções são completamente idênticos, sendo diferentes apenas em seus movimentos, habilidades e cores. Não houve cuidado algum na hora de modelar as variadas unidades, como espadachins, soldados com lanças, arqueiros, cavaleiros, entre outros. Pelo menos os heróis são melhores trabalhados e possuem poderes especiais, como habilidade para realizar magias, destruir muros ou materializar monstros. E por falar em monstros, eles são os verdadeiros atrativos do game, diferindo bastante entre um e outro.

No começo da aventura, suas unidades são bem fracas. Mas o equilíbrio do jogo é tão irregular que com arqueiros bem posicionados você consegue derrubar dragões sem grandes dificuldades, assim como gigantes podem ser mortos por um grupo de soldados com lanças, e, como não se bastasse, em muitos momentos o herói fica só vendo nuvens. As missões são desequilibradas e lineares, levando você do ponto "A" ao ponto "B", sem opções de escolha.

A única coisa que poderia salvar um jogo tão linear assim seria sua dificuldade e desafio, função da inteligência artificial. Mas isto não acontece. Os inimigos são tão burros que se você atacá-los e sair correndo, eles param de perseguir e ficam parados. Quase nunca reagem às lanças atiradas e, em alguns momentos, eles fogem da batalha ou abandonam seus fortes. O mais engraçado é ver o narrador falando que o inimigo avistou a posição de seus soldados e, logo depois, ver os mesmo correndo de volta pra casa.

Áudio:

O game peca em muitos fatores, exceto no som. Aqui o trabalho foi bem feito. A trilha sonora de fundo é boa, dando o clima perfeito para as batalhas. Os efeitos sonoros são coerentes, com uma boa variação de áudio, como espadas tinindo, flechas varando o ar, e inimigos sendo mortos. A atuação de voz durante a campanha (como narração) e diálogo, gritos e grunhidos das unidades dão a sensação de que a guerra está realmente rolando solta. Apesar disso, os diálogos são repetidos com muita freqüência, confundindo, inclusive, as verdadeiras situações durante a partida. Por exemplo: um soldado grita: "O inimigo está atacando a muralha!", quando na realidade não há nenhum por lá.

Multiplayer:

O multiplayer foi dividido em 3 modos de jogo: Deathmatch, Skirmish e King of The Hill. Deathmatch é o famoso cada um por si, onde ganha aquele que sobreviver até o final da partida, derrotando seus inimigos reais. No Skirmish, os jogadores lutam contra o computador, podendo haver a cooperação entre eles, com objetivos para completar. Em King of the Hill, são vários jogadores que começam do zero contra um que já está com sua base e exército formado. Infelizmente, ao tentar jogar online, não encontramos uma alma viva nos servidores gringos, mostrando que o multiplayer não está animando os jogadores.

Gráficos:

Como mencionado, Stronghold Legends foi criado com o uso da engine de Stronghold 2. O resultado são gráficos defasados e simples para os padrões de hoje. Foram incluídos novos efeitos visuais, como bloom e shaders, mas estes também foram mal aproveitados. Há luz demais em lugares onde não há necessidade e não souberam utilizar bem a implementação de shaders avançados.

Tudo é tão poligonal que nem o anti-aliasing ajuda. Os castelos parecem blocos quadrados de pedra, os campos de batalha não aparentam realismo, o plano de fundo é sem graça e não há efeitos de clima, entre outras observações. Analisando o game pelo Editor de Mapa, enquanto se constrói um mapa próprio, dá para perceber o quão simples o game é. Nem a água fake irá passar desapercebida pelos olhos dos jogadores mais exigentes.

Conclusão:

Stronghold Legends parece ter sido feito às pressas. Não possui nem metade do nível de qualidade e inovações do game que deu origem à série. O estilo medieval foi descartado por completo, assim como a boa história, e tudo que sobrou foi um jogo mal elaborado, sem capricho, com muitos problemas técnicos e nenhum grande atrativo. Os bugs na inteligência artificial enterram de vez a chance desse game divertir o jogador que tenha um pouco mais de experiência e conhecimento na área. E mesmo procurando por jogadores no modo multiplayer, ficará frustrado com os servidores quase sempre vazios. Portanto, fãs do primeiro Stronghold e de RTS no geral, tomem o devido cuidado pois a chance de decepção é enorme!


Comente pelo site...

Aguarde 20 segundos para poder publicar novamente.

Efetue o login para publicar um comentário.

cancelar ver prévia

...ou pelo Facebook

comentários

Stronghold Legends
Stronghold Legends2006
PC
Estratégia em Tempo Real
Desenvolvido por: FireFly Studios
Publicado por: 2K Games

+ ReviewsStronghold Legends (PC)

Não há outros reviews para este game.


 Home | Blog | Classificados | Reviews | Game Log | Contato | RSS | Sobre | Política de Privacidade | Termos de Uso
GAMEINFO v.3.0 © 2005-2017 - Todos os direitos reservados. Todas as marcas, logotipos, games e nomes comerciais pertencem aos seus respectivos proprietários.