Grim Fandango: Remastered Edition vem aío que podemos esperar?

KlaSH KlaSH em 03/09/2014 12:54 | lido 596 vezes |

Grim Fandango: Remastered Edition vem aí



Como muita gente sabe, Grim Fandango - um dos maiores clássicos do gênero adventure e considerado a obra prima do falecido estúdio LucasArts, foi anunciado em sua versão remasterizada para Playstation 4 e PS Vita pela empresa Double Fine, de Tim Schafer, que para quem não sabe é o gênio criador do jogo. Em janeiro de 2000 ele fundou a Double Fine Productions após ter ficado anos trabalhando para a LucasArts.

Schafer é conhecido também por outras obras de peso como Full Throttle, Psychonauts e Brütal Legend, além de ser co-designer de clássicos como The Secret of Monkey Island e Day of the Tentacle.

Anyway... Além dessa excelente notícia sobre Grim Fandango, durante a última E3 foi anunciado também que o game terá uma versão para a plataforma original que o lançou, o PC - Mac e Linux. E SÓ. Nada de wiius, xones e afins. Embora ainda não haja uma data de lançamento, a Double Fine - que é, obviamente, a empresa encarregada do desenvolvimento, informou que será lançado simultaneamente para todas as plataformas.

Grim Fandango é um jogo de 1998 e desde a época do seu lançamento se tornou um clássico instantâneo. Aqui no Brasil, por ter uma localização de extrema qualidade (com uma dublagem em português-BR impecável e divertida) em uma época onde poucos se arriscavam a tal feito devido a um mercado não tão grande e assolado pela pirataria, a fama e a repercussão foram imediatas. Até mesmo quem não curtia muito o gênero ficou intrigado com tamanho boca a boca que o game alcançou, acabando por conhecer e curtir o game.

Acontece que, o fato deste (inesperado) lançamento, ressuscitou um certo clima nostálgico nos retrogamers de plantão, que passaram a tecer uma esperança em poder jogar novamente todos os grandes jogos da falecida LucasArts em versões igualmente remasterizadas.

Tentáculo RoxoObras grandiosas já citadas como Day of the Tentacle, The Dig, Full Throtle, The Secret of Monkey Island e Indiana Jones and the Fate of Atlantis passaram a povoar o inconsciente coletivo da marmanjada sedenta por clicks, itens e seleções de diálogos e ações. Obviamente, muito tem que acontecer para que este sonho se realize já que a Disney fechou a LucasArts em 2013 cancelando quaisquer projetos em andamento, mas a notícia e a realização de Grim Fandango realmente acendeu uma fagulha de esperança em nossos retro-corações. Many CalaveraParticularmente, se eu fosse escolher um game da lista para ser o próximo da fila, seria Day of the Tentacle. Na verdade eu o coloco no mesmo patamar de Grim Fandango em termos de qualidade e diversão. É um jogo difícil, divertidissimo e altamente desafiador (sem walktroughs, é claro). Quando zerei, nos idos de 1995, eu jogava com um amigo trocando dicas por telefone. Cada vez que um descobria alguma nova utilidade para um item ou avançava na história, ligava pro outro para passar informações e vice-versa. Foi uma experiência e tanto, dias e dias de jogatina até o final. Era quase como um multi-player semi-online!

Pois bem... Uma notícia de 2013 vinda de alguém envolvido no projeto, afirmou que DOTT foi a bola da vez e mais, já estaria 80% pronto antes da LucasArts ser fechada. Artworks diversas, cutscenes, tudo prontinho pra ser lançado como um "projeto dos sonhos" pelas pessoas que trabalhavam nele, que também eram fãs. Entretanto, não há nenhuma garantia até agora de que o sonho se realize tão cedo e a notícia minguou até parecer apenas um boato, infelizmente. Mas, a esperança é a última que morre...

...e se morrer, que Many Calavera vá busca-la na terra dos mortos!


Comente pelo site...

Aguarde 20 segundos para poder publicar novamente.

Efetue o login para publicar um comentário.

cancelar ver prévia

...ou pelo Facebook

comentários

 Home | Blog | Classificados | Reviews | Game Log | Contato | RSS | Sobre | Política de Privacidade | Termos de Uso
GAMEINFO v.3.0 © 2005-2017 - Todos os direitos reservados. Todas as marcas, logotipos, games e nomes comerciais pertencem aos seus respectivos proprietários.