Game and Watch: o avô dos portáteis modernosmini games!

Equipe GAMEINFO Equipe GAMEINFO em 24/10/2014 15:58 | lido 659 vezes |

Game and Watch: o avô dos portáteis modernos



Você quer saber por que os Game & Watch foram sensacionais? Porque pela primeira vez na história da indústria do videogame, os gamers podiam jogar de maneira portátil. As unidades eram pequenas, duráveis ​​e as baterias de células duraravam muito tempo antes de precisarem de ser substituídas. Forçados a trabalhar dentro dos limites da tecnologia LCD , a Nintendo conseguiu elaborar algumas experiências de jogo verdadeiramente hipnotizantes, que ainda divertem mesmo pelos padrões de hoje.

Quando olhamos lá pra trás na história dos videogames, não é incomum descobrirmos histórias divertidas a respeito de momentos decisivos da indústria. Por exemplo, havia rumores de que o Pac-Man da Namco foi concebido quando o criador do jogos Toru Iwatani olhou para uma pizza com uma fatia faltando, e há um conto igualmente famoso que sugere que o renomado Mario da Nintendo foi nomeado por causa do proprietário dos escritórios americanos da empresa, que tinha uma semelhança incrível com o encanador italiano. Se essas histórias são realmente verdade não podemos afirmar, mas é impossível negar que elas conferem ao nosso hobby lendas tão incríveis quantos seus jogos. E é notável pensar que essas idéias, que se transformaram em clássicos tão populares, possam nascer a partir de qualquer lugar ou fato corriqueiro, por mais improvável que pareça.

A gênese da série Game & Watch da Nintendo é contada em um conto igualmente peculiar. Segundo a lenda, o engenheiro da Nintendo Gunpei Yokoi pensou no conceito depois de observar um trabalhador japonês entediado, distraidamente dedilhando sua calculadora de bolso enquanto ia para o trabalho. Se a história é verdadeira, então este encontro aparentemente inócuo foi responsável pelos jogos portáteis como conhecemos hoje. Yokoi morreu tragicamente em um acidente de carro em 1997 e, embora ele tenha ganhado fama mundial e adoração como o criador do Game Boy, muitos guardam o seu legado anterior da série Game & Watch com mais carinho.

Game & Watch 1

O nascimento do Game & Watch

Yokoi começou a trabalhar na Nintendo em 1965, assumindo o papel modesto de um engenheiro da linha de montagem. A Nintendo da época era um animal muito diferente do que conhecemos hoje; o foco principal do seu negócio eram cartas de baralho chamadas "Hanafuda". De acordo ainda com outro daqueles contos irresistíveis, Yokoi criou um braço extensível, a fim de se divertir durante as longas horas de trabalho e este dispositivo chamou a atenção do presidente da empresa, Hiroshi Yamauchi, que foi inspecionar a fábrica na época. Yamauchi estava à procura de um produto que poderia virar a sorte da Nintendo; o mercado de cartas estava decadente desde meados dos anos sessenta e o presidente tinha tentado todos os tipos de táticas diferentes para obter lucro.

Yamauchi ficou instantaneamente intrigado e encarregou o jovem Yokoi de transformar seu braço extensível em um produto que vendesse muito. Era uma jogada arriscada e sem garantia de dar resultados, mas o re-batizado "Ultrahand" provou ser um grande sucesso, vendendo mais de 1,2 milhões de unidades em todo o mundo. O braço extensível viria a ser o primeiro de uma longa linha de brinquedos populares a brotar da mente do novo empregado-estrela da Nintendo. Estas novas criações acabariam por dar a Yokoi seu próprio departamento dentro da empresa, conhecido como Research and Development 1 Group.

No final dos anos setenta, a Nintendo começou a parar de fabricar brinquedos e passou a fabricar videogames, e foi durante esse tempo que Yokoi teve seu supracitado encontro casual com o trabalhador entediado e sua calculadora. Era a época ideal, a tecnologia LCD era barata e videogames eram um grande negócio. No entanto, jogos de qualidade eram restritos a arcades ou consoles. Várias empresas já tinham produzido games portáteis, mas eles eram unidades baseadas em LED geralmente rudimentares com uma jogabilidade sem inspiração, além de serem muito grandes para serem considerados verdadeiramente "portáteis". Yokoi observou os esforços de empresas como Mattel e Tomy com interesse; mas ele tinha suas próprias ideias para a indústria de jogos portáteis.

Foi durante o desenvolvimento do Game & Watch que Yokoi criou princípios de design de hardware que ecoaram através da história da Nintendo até os dias de hoje, apelidando-os de "Lateral Thinking of Withered Technology". Essencialmente, resume-se a usar uma tecnologia que já está "murchando", ou é bem conhecida e já estabelecida e barata no mercado, em aplicações novas ou radicais. Na época da invenção do Game & Watch, havia tecnologia LCD por toda parte. Era um processo bem compreendido e como os preços de componentes individuais caíram tanto, integrar LCD em um produto era relativamente barato. Algumas pessoas na Nintendo queriam usar uma tecnologia mais avançada no Game & Watch, uma tecnologia que aumentaria os custos de produção e diminuiria a vida útil da bateria. Porém, Yokoi insistiu que a acessibilidade era fundamental e que o jogador se preocupava mais com um jogo divertido do que com tecnologia inovadora. Mais tarde, Yokoi aplicou esta filosofia na produção do Game Boy e a Nintendo tomou uma postura semelhante com sucessos recentes, como o DS e o Wii.

Game & Watch 2

Yokoi enfrentou um dilema complicado quando chegou a hora de decidir qual era a melhor interface para o seu novo produto. Ele rapidamente decidiu que um joystick convencional impediria o Game & Watch de ser portátil, então ele começou a procurar soluções que ocupassem menos espaço. Muitas das primeiras máquinas simplesmente possuíam um par de botões para controlar o jogo, normalmente correspondentes a ações simples, como mover para a esquerda e para a direita ou saltar, mas Donkey Kong Jr mudou tudo isso em 1982. Apesar de serem, na verdade, quatro botões dispostos em forma de cruz, cada um correspondendo a cima, baixo, esquerda e direita, esse método de controle mais tarde iria evoluir para o que hoje conhecemos como o controle direcional, ou "D-pad". Foi uma evolução de proporções verdadeiramente sísmicas.

Na verdade, toda a indústria de jogos portátil não existiria se não fosse pela invenção do D-pad. Foi essa primeira invenção que tornou todos os dispositivos de jogos portáteis possíveis. Tudo se resume a ergonomia básica; o D-pad elimina a necessidade de um joystick, resolvendo o problema da interface do controle e facilitando a portabilidade. O D-pad simplesmente ocupa menos espaço físico. Em comparação com outros métodos de controle disponíveis no momento, esta nova interface apresentava vantagens inegáveis​​. O D-pad proporcionave um método mais intuitivo de gameplay em comparação com as alternativas existentes.

Houve também um elemento de convergência com esta nova gama de portáteis. Embora pareça um acréscimo insignificante no mundo tecnologicamente avançado de hoje, a inclusão de um relógio digital em cada jogo (dando origem ao nome "Game & Watch") foi um importante ponto de venda no início dos anos oitenta. Apesar de relógios de LCD serem comuns, estavam fora do alcance da maioria das crianças, de modo que o Game & Watch era um dispositivo útil, bem como uma fonte de entretenimento. Havia também a opção de alarme - possivelmente para acordar o proprietário depois de uma noite pesada de LCD-gaming ;)

Sem dúvida a parte mais vital foi a escolha da fonte de energia que daria vida a esses pequenos jogos. Yokoi optou por células de bateria chamadas de "button cells", comuns em relógios digitais e calculadoras. Além de serem baratas para os usuários substituírem, elas também eram pequenas e, portanto, se encaixariam confortavelmente dentro das máquinas, sem quebrar as linhas elegantes dos cases e sem proporcionar qualquer peso adicional que pudesse dificultar a portabilidade. O desejo de Yokoi era garantir que seus produtos fossem baratos para funcionar e não precisassem de um fornecimento constante de novas baterias. Isso desempenhou um papel fundamental que garantiu o sucesso dos Game & Watch. Um fato que ele certamente se lembrou quando criou o Game Boy quase uma década mais tarde.

Jogos simples e viciantes - uma fórmula de sucesso

Mas havia muito mais no Game & Watch do que apenas design de interface e alimentação de longa duração. Como a tecnologia LCD concedia aos desenvolvedores uma quantidade muito limitada de espaço na tela para colocar seus jogos, os games em si tendiam a ser extremamente focados. Se a mecânica de jogo não fosse bastante simples, ou viciante o suficiente, então o jogo falharia. Ele não poderia se esconder atrás de FMVs chamativos ou histórias intrincadas. Era só o jogador e a mecânica.

As experiências oferecidas pelo Game & Watch podem parecer primitivas pelos padrões de hoje, mas essa mesma simplicidade foi um fator importante no sucesso final da linha de portáteis, além de ser uma prova do conceito que os jogos sempre devem ser divertidos. É por essa razão que Tetris nunca vai realmente morrer: a simplicidade é viciante, e muitos jogos de Game & Watch permanecem divertidos até hoje. Gamers adoram jogos que são fáceis de aprender, mas difíceis de dominar.

O primeiro título de Game & Watch foi o simplista Ball. Lançado em 1980, este jogo extremamente básico mostrou apenas lampejos da profundidade que jogos posteriores de Game & Watch teriam. A tela era pouco povoada, a jogabilidade era pouco sofisticado e os personagens de LCD bem toscos - a Nintendo estava se encontrando com a nova tecnologia. As vendas não foram surpreendentes, mas o jogo parecia ter despertado o interesse dos consumidores, e isso foi o suficiente para convencer a Nintendo que valia a pena criar mais títulos. Ball marcou o primeiro lançamento da série 'Silver" de títulos Game & Watch, assim chamada por causa da cor metálica da faceplate.

O passo seguinte foi a série "Gold", que era fundamentalmente a mesma máquina, mas com uma faceplate diferente e um punhado de cores estáticas na tela, para fazer os jogos parecem um pouco mais vibrantes. Esta linha gerou apenas três títulos antes de ser substituída pela variante "Wide Screen" em meados de 1981. Como o nome sugere, a tela era 30% maior do que as das linhas Silver e Gold.

Os dispositivos portáteis da Nintendo acabaram se tornando populares, os primeiros portáteis da história dos games. A invenção do D-Pad possibilitou novas direções para a ideia, e por isso os Game & Watch podem ser considerados os avôs dos portáteis modernos. Quer saber quem é o pai? O Game Boy, claro.

Títulos clássicos de Game & Watch

  1. Balloon Fight
  2. Donkey Kong Jr.
  3. Mario the Juggler
  4. Mickey Mouse

Game & Watch - Balloon Fight
Balloon Fight


Game & Watch - Donkey Kong Jr.
Donkey Kong Jr.


Game & Watch - Mario The Juggler
Mario The Juggler


Game & Watch - Mickey Mouse
Mickey Mouse

Cada Game & Watch vinha apenas com um jogo, já que a tela não podia mudar, era estática com os pontos de LCD se alternando para dar uma ideia de animação aos jogos. Mas se você reparou nas imagens, alguns Game & Watch vinham com botões Game A e Game B. Na verdade, essa variação geralmente determinava a velocidade e dificuldade do jogos, porém, algumas vezes mudava também o objetivo do jogo.

  • No jogo Squish, o jogador devia tocar aliens para eliminá-los ao invés de evitar paredes móveis;
  • No jogo Flagman, o Game B era um modo onde você tinha que pressionar o botão certo em um determinado período de tempo ao invés de memorizar padrões;
  • Nos jogos Judge, Boxing, Donkey Kong 3 e Donkey Kong Hockey, o Game B é uma versão para dois jogadores do Game A.

Veja a lista completa dos jogos de Game & Watch.


Comente pelo site...

Aguarde 20 segundos para poder publicar novamente.

Efetue o login para publicar um comentário.

cancelar ver prévia

...ou pelo Facebook

comentários

 Home | Blog | Classificados | Reviews | Game Log | Contato | RSS | Sobre | Política de Privacidade | Termos de Uso
GAMEINFO v.3.0 © 2005-2017 - Todos os direitos reservados. Todas as marcas, logotipos, games e nomes comerciais pertencem aos seus respectivos proprietários.